Notícias dos Vereadores

Câmara de Raposa inicia sessões híbridas e terá transmissões ao vivo em várias plataformas

A Câmara Municipal de Raposa iniciou, nesta sexta-feira (26), sua mais nova modalidade de trabalho, em tempo de pandemia. São as sessões híbridas em que um grupo de vereadores fica em plenário e outro atua por videoconferência. De acordo com o presidente Beka Rodrigues (PC do B), essa nova ação está sendo adotada mas obedecendo a todas as determinações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS), e dos decretos do governo do Estado, da Prefeitura do município e pela sua própria resolução administrativa.

“Estamos seguindo tudo o que é determinado pela OMS, Governo e Prefeitura. O número de servidores está reduzido na Casa, assim como dos vereadores. Quem participa dos trabalhos no prédio segue um rígido protocolo de distanciamento, uso de máscara  e de higienização. Não paramos nosso trabalho nesse período, trabalhamos por videoconferência e, agora, estamos iniciando esse trabalho semipresencial, uma decisão que foi acatada por todos os companheiros”, afirmou Beka Rodrigues.

O presidente da Câmara revelou que, mesmo com as restrições impostas pelo Covid-19, aquela casa legislativa buscou todos os tipos de alternativas, como forma de superar barreiras. E uma delas, segundo ele é que a partir de agora, as sessões daquela casa parlamentar serão transmitidas ao vivo e simultaneamente pelas redes sociais, em várias plataformas.

“As dificuldades nos leva à criatividade. Não há vitória sem luta e a pandemia, mesmo sendo um momento doloroso para o mundo inteiro, está levando a Humanidade a uma séria de reflexões e de criação. E a Câmara de Raposa buscou avançar de todas as formas. Estamos retornando com essas novidades, mas na esperança que, dentro de pouco tempo, essa pandemia seja coisa do passado”, resumiu Beka Rodrigues.

A vereadora Eliene,  vice-presidente da Mesa Diretora, uma das que participaram da sessão em plenário, afirmou que a Câmara Municipal de Raposa está dando um grande salto de qualidade e de dinamismo sob o comando do presidente Beka Rodrigues.

Outro que também atuou no plenário, o vereador Joaquim Souto, 1° secretário da Mesa, afirmou que estava feliz com a nova modalidade, porque estava retornando ao convívio dos colegas e acentuou a responsabilidade da Câmara, sob a presidência de Beka Rodrigues.

“A pandemia nos levou ao afastamento físico, mas estamos retornando, cumprindo as determinações da OMS e governamentais, mas sempre estivemos atuando, apreciando a votando nossas matérias em benefício do povo raposense, disse o vereador.

O vereador Josevaldo, também presente no plenário, afirmou que a nova modalidade é interessante, porque  volta a agregar os vereadores no recinto, mesmo com as restrições impostas pela pandemia. Disse que a Câmara está dando um exemplo de altivez e competência com essa decisão.

Beka Rodrigues presta homenagem aos bombeiros civis de Raposa

Beka Rodrigues e os bombeiros

O  presidente da  Câmara Municipal de Raposa, vereador Beka Rodrigues (PC do B), reuniu, na manhã desta segunda-feira (22), todos os componentes da 1ª  Brigada de Bombeiros Civis daquele município, num café da manhã, em sua residência, como forma de prestigiar a categoria pelo trabalho que ela vem desenvolvendo no combate a

o Covid-19 e também pelas ações de suporte em defesa da comunidade.

Na ocasião, Beka Rodrigues também anunciou a apresentação de pelo menos duas proposituras em benefício dos bombeiros civis. A primeira é uma solicitação  à prefeita Talita Laci, no sentido de que ela faça a concessão do prédio  localizado na praça Chico Noca,  onde funcionou a delegacia de Polícia Civil, no centro da cidade, para a instalação da sede da categoria, abrigando ainda a Guarda Municipal e a Defesa Civil.

Beka Rodrigues posa entre os membros da Brigada

A outra proposta do dirigente do Legislativo raposense, também encaminhada à prefeita da cidade, diz respeito  à inclusão dos bombeiros civis no curso de formação dos Guardas Municipais de Raposa,  que será ministrados pela Guarda Municipal de   São Luís, em decorrência de um convênio entre os prefeitos Edivaldo Holanda Júnior e Talita Laci.

Bombeira Phaty

A Brigada de Bombeiros Civis de Raposa se concretizou a partir do projeto de Lei 320/2018, de autoria do vereador Beka Rodrigues. No entendimento do comandante daquele grupamento, Mauro Leal, o vereador Beka Rodrigues é o patrono dos bombeiros civis de Raposa.

Mauro Leal, comandante da Brigada

“Temos no vereador Beka Rodrigues o nosso sustentáculo. Ele é o nosso patrono, é quem nos dá todo o apoio. Hoje a nossa Brigada é uma realidade graças ao seu empenho. Só temos é que agradecer a ele  por tudo o que tem feito pelo nosso grupo”, disse Mauro Leal.

Do mesmo pensamento compartilha o subcomandante da Brigada, José Ferreira. Ele afirmou  que Beka materializou o sonho de toda uma categoria. Também se manifestaram destacando o trabalho de Beka Rodrigues em defesa da categoria, o inspetor Jorge  Maycon e os bombeiros Adenilton Sousa, Icilene, Patrycia Santos e Emile Carvalho.

De acordo com Beka Rodrigues, os bombeiros civis de Raposa se destacam pelas ações de coragem e habilidade no combate  tanto a fenômenos da natureza, a exemplo de incêndios, enchentes, ataques de abelhas e resgate de animais, como também no enfrentamento à pandemia decorrente do Coronavírus. “Considero esse grupo de homens e mulheres como autêntico heróis e heroínas e estarei sempre aqui,. ao lado deles, porque representam um exemplo de luta e dedicação em defesa dessa comunidade”, disse o presidente da Câmara Municipal.

Vereador Enoque agradece à prefeita Talita pelo restabelecimento do fornecimento d,água na Vila Maresia e bairros adjacentes em Raposa

O vereador Enoque Lisboa agradeceu, nesta quarta-feira (17), o posicionamento da prefeita Talita Laci e a direção do Serviço Autônomo de Água Esgoto (SAAE), pelo início dos serviços de restabelecimento do fornecimento de água das áreas das Vilas Bom Viver, Maresia, Piçarreira e parte da Vila Paraíba, que estavam enfrentando problemas de abastecimento em decorrência da pane ocorrida na bomba d,água.

O pedido do vereador foi oficializado através do  requerimento  nº. 025/2020, aprovado no mês de maio, (Veja anexo abaixo) por unanimidade no plenário da Câmara Municipal. Enoque Lisboa afirmou que, por força de sua propositura, a prefeita determinou a instalação de uma bomba de 32-CV, cuja capacidade é de bombeamento de 80 mil litros de água por minuto.

“É uma vitória das comunidades que estavam passando por dificuldades pela falta de água, mas a prefeita Talita prontamente nos atendeu, determinando a instalação de uma bomba nova e com maior capacidade do que a anterior”, disse Enoque, ao ressaltar a sensibilidade da chefe do Executivo de Raposa.

Ele assegurou que, além, do requerimento, esteve em conversação com a  prefeita, que lhe garantiu urgência no equacionamento do problema, que começou a ser resolvido nesta quarta-feira.

Senado e Câmara fecham acordo: eleição será dia 6 de dezembro

As lideranças partidárias do Senado e da Câmara entraram em acordo e irão votar em plenário o adiamento das eleições municipais deste ano para o dia 6 de dezembro. Nas cidades onde houver segundo turno, a data é 20 de dezembro.

O consenso foi em torno da proposta do senador Randolfe Rodrigues em consonância com outros parlamentares. “Como se trata de emenda constitucional, ficou decidido que a votação do acordo não será virtual, mas presencial”, revela o deputado federal Paes Landim.

A eleição presencial será em junho, pois o deputado revelou ao blog que as sessões voltam ao plenário no próximo mês. Na Alepi do Piauí, as sessões também voltam em junho, dia 1.

Com a alteração da data das eleições, os deputados Fábio Abreu (PL) e Fábio Novo (PT) também poderão adiar seus retornos à Câmara e Assembleia, respectivamente, para o mês de agosto. Se a data se mantivesse em 4 de outubro, eles teriam de voltar dia 1 de junho. Ambos são pré-candidatos a prefeito de Teresina.

Por parte do grupo do prefeito Firmino Filho (PSDB), o secretário municipal de Educação, Kléber Montezuma, também pode transferir sua saída da pasta para agosto. Além disso, o vereador Samuel Silveira (PSDB) pode disputar a reeleição. Ele havia desistido da disputa para permanecer na Semcaspi, mas nos bastidores se comenta que Samuel se arrependeu de não ter se desincompatibilizado.

“A proposta de transferência para 6 de dezembro deve passar sem problema”, avalia Landim.

Fonte: Por Arimatéa Carvalho/Meio Norte

Presidente do TSE, Luís Barroso sugere adiar eleições municipais

18.mar.2020 – O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, em sessão administrativa da CorteImagem: Nelson Jr./SCO/STF.

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Luís Roberto Barroso falou sobre os planos do TSE e sugeriu o adiamento das eleições municipais deste ano em razão dos impactos da pandemia de covid-19. O ministro comentou sobre o assunto em uma entrevista para o Estado de S. Paulo, que foi publicada hoje (14).

“Acho que está chegando a hora de se ter uma decisão sobre isso. Como isso foi encaminhado: eu me reuni por videoconferência com médicos de diferentes especialidades altamente respeitados nas suas áreas. Todos eles opinaram no sentido da conveniência de se adiarem as eleições por algumas semanas. Pela percepção que, possivelmente em setembro, a curva da doença já estaria decrescendo. Como a gente precisa programar isso com alguma antecedência, sugerimos adiar por algumas semanas. Mas a decisão é do Congresso”, afirmou Barroso.

De acordo com o ministro, a sugestão já foi encaminhada ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. “A sugestão do TSE é uma janela que vai de 15 de novembro até 20 de dezembro. Seria um prazo limite para o segundo turno, para que possamos dar posse até o dia 1º de janeiro. Portanto, eu transmiti essas informações dos médicos para o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Eles nos pediram que reuníssemos os médicos numa videoconferência para reiterar a posição deles aos líderes dos partidos, o que está previsto para ser em breve. E aí, diante dessas informações, o Congresso deliberará”, explicou.

Barroso também falou sobre as medidas de segurança para os eleitores durante a votação. A proposta, explica o ministro, é estender o horário de votação. “A ideia de estender o horário é muito provável que seja encampada, fazermos possivelmente de 8h às 20h. Com isso, ganharíamos três horas. Tudo envolve logística. Quando você estende o prazo, as pessoas têm que trabalhar mais tempo, talvez ter mais uma refeição. Recomendarmos, darmos preferência a faixas etárias por horário para evitar aglomeração, também é uma ideia colocada. Eu já pedi para verificar a concentração por idade, para saber como dividir. Mas possivelmente as pessoas mais idosas votariam na primeira hora da manhã. Tradicionalmente há uma concentração nas primeiras horas e uma concentração próxima ao encerramento e muita dispersão durante o dia”.

O objetivo, segundo ele, é evitar aglomerações nas zonas eleitorais. Barros comentou ainda outros desafios que se impõe às mudanças propostas:

“Para evitar aglomerações, vamos tentar demarcar horários e recomendar fortemente que as pessoas sigam esses horários. As eleições em dois dias tem dois problemas. O primeiro é que encarece muito ter mais uma dia de eleição, você teria que ter alimentação para 1,8 milhão mesários. E nós temos um convênio com as Forças Armadas relativo à guarda das urnas que precisaria renovar por mais um dia. Estamos falando de um custo que pode chegar a R$ 180 milhões, num momento em que o País não está com disponibilidade de recursos. O segundo problema é a segurança das urnas durante a noite. Talvez essa ideia seja mais difícil”.

1