27 de outubro de 2021

Câmara aprova requerimento que pede ingresso da Prefeitura em ação judicial de despejo da Vila Cajueiro

Compartilhe:
Share on facebook
Share on whatsapp

Por unanimidade, a Câmara Municipal aprovou, nesta terça-feira (26), requerimento de autoria dos vereadores Beka Rodrigues, Elenildo Rocha e Magno da Colônia, que solicita o ingresso da Prefeitura no processo judicial que pede o despejo da comunidade do Cajueiro. A ação é movida por um suposto proprietário da área, onde residem mais de 100 famílias, há pelo menos uma década.

O engajamento dos três vereadores em defesa daquela comunidade ocorreu após eles serem procurados por um grupo de moradores, preocupados com o andamento da ação judicial. Na última terça-feira (19), durante uma demorada reunião na localidade, Beka Rodrigues conclamou o prefeito Eudes Barros a fazer com que o Executivo cumpra seu papel constitucional e garanta a moradia daquelas pessoas.

“São mais de 100 famílias que vivem o desespero ante a possibilidade de serem despejadas. Pessoas que residem há pelo menos uma década. Nossa solicitação é para que a Prefeitura se integre nesse processo, até porque, constitucionalmente, a moradia é um direito de todos e dever do Estado. Nesse caso, o Estado aqui é a Prefeitura”, acentuou, durante o encontro.

Disse ainda que na Lei de Diretrizes Orçamentárias, existe dotação orçamentária para esse tipo de situação. Após a reunião, os vereadores elaboraram a propositura, que foi votada nesta terça-feira, com a presença de dezenas de moradores, que lotaram as galerias da casa legislativa.

O vereador Elenildo Rocha destacou que a matéria aprovada tem um elevado significado para os moradores do Cajueiro, que estão angustiados ante a possibilidade de ficarem sem teto. “É uma situação extremamente delicada para essas famílias. Nessa questão, não existem divergências aqui nesta Casa. Estamos ombreados num só objetivo, que é o de garantir a moradia para essa comunidade. Agora, o Poder Executivo também estará nessa luta”, acrescentou.
Magno da Colônia, um dos signatários da propositura, afirmou que todos os vereadores estão unidos numa causa que é mais do que justa, e ela ganhou força, com o ingresso do Poder Executivo.

Para o funcionário público estadual Nilton Santos, líder comunitário que organizou a primeira reunião, o requerimento é de suma importância para a comunidade de Cajueiro, que vive o temor de ser despejada a qualquer instante.
As donas de casa Dyjanaglécia dos Santos e Márcia Vânia dos Santos agradeceram o empenho da Câmara Municipal nessa luta pela garantia da moradia de todos os habitantes do bairro Cajueiro, principalmente após a aprovação do requerimento.

Mais conteúdo

Posts relacionados

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support